sexta-feira, 6 de outubro de 2017

Brasileiro diz ter uma visão sobre o atentado a tiros em Las Vegas (EUA)


O ataque a tiros ocorrido em Las Vegas, nos Estados Unidos, nessa segunda-feira (2), se transformou em um dos assuntos mais comentados em todo o mundo. Ao todo, mais de 50 pessoas morreram e outras 500 ficaram feridas. E o atentado já é o mais registrado na história do país. Como se o fato não fosse, por si só, surpreendente, um jovem brasileiro diz ter previsto todo o acontecimento.

Eric Satine se identifica como “bruxo, tarólogo e leitor de auras”. O garoto postou em julho deste ano em um grupo do Facebook que era para as pessoas evitarem os EUA entre os dias 2 e 5 de outubro. Veja na publicação:


 Eric Satine fez a publicação no dia 27 de julho de 2017                   
(Reprodução/ Facebook)

E para a surpresa dos demais integrantes do grupo, as previsões supostamente feitas no dia 27 de julho de 2017 se concretizaram. Foi então que muitas pessoas perguntaram ao jovem o por quê dele não ter avisado às autoridades sobre o ataque, para que inúmeras mortes pudessem ser evitadas.

Como resposta, o jovem fez um outra publicação, mas dessa vez em seu perfil pessoal. Ele esclareceu que avisou a embaixada norte-americana no Brasil, mas que nunca teve resposta sobre o e-mail encaminhado.


Em uma outra postagem, ainda afirma que teve medo de avisar sobre a previsão. “Fiquei com muito medo deles pensarem que sou um agente do estado islâmico e estava avisando, sei lá, apenas fiquei com medo”. Veja o post em que o jovem se explica sobre o alerta: 

Novo atentado

Além do alerta sobre o ocorrido no dia 2 de outubro, no mesmo e-mail enviado à embaixada norte-americana, o jovem ainda fez uma segunda previsão para o próximo dia 5. Segundo ele, uma bomba pode ser explodida em Nova York. O rapaz pede às autoridades que a segurança local seja reforçada e que a mensagem dele seja mantida em sigilo.







sexta-feira, 15 de setembro de 2017

Assustador!!Carta do século 17 escrita pelo Diabo através de uma freira possuída


REVELADO: carta do século 17 escrita por freira "possuída pelo demônio" finalmente traduzida
Uma carta SINISTRA escrita há cerca de 340 anos atrás por uma freira "possuída" foi traduzida pela primeira vez.

HORROR: Este texto foi escrito por uma freira "possuída por um demônio"
A italiana Maria Crocifissa della Concezione escreveu a mensagem em 1676 - afirmando que o diabo a controlou.
Cientistas do Ludum Science Center em Catania, na Sicília, finalmente descodificaram a mensagem.
E seus conteúdos são assustadores, descrevendo Deus, Jesus e o Espírito Santo como "pesos mortos".
Maria entrou no convento beneditino em Palma di Montechiaro na tenra idade de 15 anos.


                                  REVELADO: os cientistas finalmente descifraram este código

Uma manhã, ela acordou e descobriu a misteriosa carta que havia escrito.

Ela afirmou ter sido possuída pelo diabo e foi obrigada a escrever.

As freiras acreditavam nela e exibiam a carta no convento, esperando que alguém pudesse entender seu código.

Mas estava sem explicação - até agora.

Usando o software de quebra de código encontrado na Dep web a equipe confirmou sua mensagem diabólica.

Uma frase diz: "Deus pensa que pode libertar mortais".


                        Os acontecimentos estranhos aconteceram neste convento na Itália

Outro diz que Deus foi inventado pelo homem e que "esse sistema não funciona para ninguém".

Continua a dizer: "Talvez agora, Styx tem certeza".

Acredita-se que faça referência ao rio Styx que separa a Terra e o Submundo na mitologia grega e romana.

Daniele Abata, diretora do centro, disse ao International Business Times: "Nós ouvimos sobre o software, que acreditamos que é usado pelos serviços de inteligência para quebra código criptografado.

"Preparamos o software com o grego antigo, o árabe, o alfabeto rúnico e o latim para desembaralhar algumas das cartas e mostrar que é realmente diabólico".

Os cientistas dizem que a carta não é inteiramente consistente ou compreensível.

Isso sustenta a teoria de que Maria sofreu de esquizofrenia ou transtorno bipolar.

                                                               Assista o vídeo:  

                 fonte:Canal Renan

sexta-feira, 25 de agosto de 2017

Estranha imagem capturada por câmera de segurança de família


CLOVIS, NM (KRQE) -  Foi uma visão assustadora e incomum.

Um jantar em família na cidade de Clóvis foi interrompido na noite de terça-feira por um inesperado convidado - um que eles pensam não ser deste Mundo.


Clovis é uma cidade localizada no Estado americano da Califórnia, no Condado de Fresno. Foi incorporada em 27 de fevereiro de 1912. Wikipédia

"Assim que eu vi, meus cabelos se levantaram ... Nunca vi nada assim antes", disse Breanna Hernandez.

A família Hernandez viu algo que não pode explicar capturado pelas câmeras de segurança doméstica em Clovis.

"Meu marido passou a olhar bem quando a imagem surgiu", disse Hernandez.

Hernandez afirma que não viu a imagem originalmente.

"Meu marido diz que parecia uma pessoa? E então nós fomos olhar não, não, não, isso não poderia ter sido, e nós corremos ", disse ela.

Eles viram a imagem durante o jantar na terça-feira à noite. Parece uma pessoa, uma outra forma mundana.

Sua explicação? É um fantasma.

"Este é definitivamente mais brilhante. Você pode vê-lo 100 por cento e você pode ver o movimento de braços e pernas indo com o corpo quando ele passa ", disse Hernandez.

Eles dizem que sua casa tem uma história. Antes de se mudar, Hernandez falou com um homem que conhecia bem a propriedade.

"Ele disse que há vários anos, seu tio tinha uma casa nesse lote e seu tio faleceu", disse ela.

Eles afirmam que a casa ficou vaga antes de ser demolida para construir os novos duplex.

Hernandez diz que seu marido estava preocupado com os fantasmas em uma casa nova.

                                          Assista o vídeo:

                 fonte:KRQE

quarta-feira, 23 de agosto de 2017

Portões do Inferno?O assombrado castelo de Houska


O Castelo Houska está localizado perto de Blatce, na República Tcheca. A antiga estrutura remonta ao século 13 e tem uma história muito estranha, para dizer o mínimo. O castelo fica em um lugar peculiar, com muitas pessoas se perguntando por que um castelo jamais foi construído lá. No entanto, uma lenda anexada a esta estrutura antiga pode responder a essa pergunta.

Antes de ser construído, o lugar onde Houska se senta foi o foco de atenção para muitos. Dizem-se que havia um grande buraco, onde o castelo está hoje em dia. Esse buraco era tão profundo que a maioria acreditava que era um poço literal sem fundo. Coisas estranhas aconteceram em torno deste buraco misterioso, com aldeões vizinhos relatando criaturas de asas negras que voavam perto dela e meio seres humanos e meio animais rastejando dela. Não demorou muito para que as pessoas começassem a acreditar que o poço era um portão para o próprio inferno. Acredita-se que o Castelo Houska foi intencionalmente construído sobre este poço, na tentativa de selar este portão e conter o mal dentro.


Antes da construção, os locais estavam muito assustados para serem abaixados no poço sem fundo. No entanto, não demorou muito para encontrar uma solução. Os homens presos que foram executados para serem executados receberam um perdão da morte, se eles se permitissem ser abaixados no buraco e denunciassem suas descobertas. Simples o suficiente. Parecia uma maneira fácil de punir alguns prisioneiros. Infelizmente, depois que o primeiro prisioneiro foi abaixado, este teste chegou ao fim.

Depois de ter sido abaixado no fundo do poço, o prisioneiro começou a gritar incontrolavelmente e implorou para ser puxado para trás. Depois de ter sido puxado para cima, o cabelo do prisioneiro supostamente ficou branco e ele parece ter envelhecido muitos anos, durante os poucos momentos passados ​​dentro do buraco. O prisioneiro estava tão perturbado pelo que experimentou que ficou louco. Aqueles poucos momentos no buraco pareciam ter reclamado sua mente. Ele estava comprometido com uma instituição mental e morreu por causas desconhecidas dois dias depois.

Mais contos de experimentação vieram mais tarde, quando o castelo foi rumorado para ser usado por nazistas para vários experimentos. Alguns até reivindicam aquele se os experimentos envolvidos gateways para outras dimensões. Pode parecer muito buscado, mas se você quisesse realizar tais experimentos, que lugar melhor do que no topo dos portões do inferno? Três corpos de soldados nazistas foram eventualmente descobertos em Houska. Sua causa de morte é desconhecida. Eles poderiam ter sido vítimas dessas experiências estranhas?

Relatos de experiências paranormais e encontros com o mal existiram enquanto o próprio castelo. A maioria das experiências envolve avistamentos de demônios com asas negras, que são vistos voando dentro do antigo castelo. Outros relataram uma mulher de cabelo loiro muito menos ameaçadora, que percorre os corredores escuros do castelo. A capela dentro do castelo de Houska está diretamente no topo do poço, que gerou a construção em primeiro lugar. Muitas pessoas ouviram gritos e gemidos de resfriamento ósseo provenientes do piso da capela. Outros ouviram o que só pode ser descrito como o baque de um corpo humano atingindo o chão.

Uma das experiências mais interessantes é a da cadeia humana. Não é apenas uma, mas muitas pessoas afirmam ter assistido a centenas de pessoas encadeadas, com cachorros negros grunhindo e mordendo as pernas. Uma imagem muito perturbadora para dizer o mínimo.

O Castelo Houska também serve como uma barreira entre dois mundos? É realmente uma porta de entrada para o inferno? Com base nas experiências de tantos séculos e nas histórias de horror que foram ditas há gerações, definitivamente há algo escuro e inexplicado na Houska. O que exatamente pode estar causando essas experiências infernais pode nunca ser conhecido. Quanto a mim ... Espero que essas paredes do castelo permaneçam fortes para que possamos nunca descobrir.

                                                              Assista o vídeo:
    
                 fonte:Paranormal Junkie

segunda-feira, 21 de agosto de 2017

Holocausto e o incêndio da boate Kiss há alguma semelhança?


Como funciona o "A cada um segundo suas obras"
Nas desencarnações coletivas – Explicação dos resgates coletivos em Obras Póstumas

Boate Kiss

Após assistir pela televisão as cenas do incêndio na Boate Kiss, na cidade de Santa Maria, RS, no dia 27 de janeiro de 2013, orando pelos desencarnados, pelos feridos e todos os seus parentes que ficaram, um amigo espiritual me disse tratar-se de "RESCALDO DA 2ª GUERRA MUNDIAL". Diante dessa revelação refleti:
"Quem sabe se os Espíritos que desencarnaram na boate Kiss, por inalação de fumaça tóxica, foram aqueles que conduziram nossos irmãos judeus, poloneses e russos para morrerem nas câmaras de gás e nos fornos crematórios dos campos de concentração durante a segunda grande guerra mundial?".
Pois bem, vejamos as "coincidências" se encaixando com relação à intuição recebida sobre a causa da dolorosa tragédia:

1ª "COINCIDÊNCIA"

 INCÊNDIO EM BOATE NO RS GEROU O MESMO GÁS USADO POR NAZISTAS

Vejamos a notícia veiculada pelo INFO – ONLINE NOTÍCIAS no dia 30/01/2013:
"São Paulo – O incêndio de domingo (27) na Boate Kiss, em Santa Maria (RS), liberou cianeto, a mesma substância usada pelos nazistas durante a Segunda Guerra Mundial para matar judeus e outros prisioneiros em câmaras de gás. O número de mortos já chega a 235 e o de hospitalizados a 143.
Em entrevista ao jornal Folha de S. Paulo, o diretor médico do Centro de Assistência Toxicológica do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP (Ceatox), Anthony Wong, afirmou que essa substância é um dos venenos mais letais que existem. O gás cianeto é o princípio ativo do Zyklon B, usado pelas tropas de Adolf Hitler no Holocausto. Ele é capaz de matar as células rapidamente ao impedir que elas produzam energia.
Gás cianeto, fuligem e o monóxido de carbono foram as substâncias produzidas durante o incêndio pela queima dos materiais usados no isolamento acústico da Boate Kiss, como a espuma de poliuretano, usada em revestimentos acústicos baratos para isolar o som ambiente. Os revestimentos de boa qualidade são antichamas e não inflamáveis.
Segundo Wong, um dos agravantes é que o cianeto não tem cheiro, nem cor. Além disso, ele consegue matar rapidamente, entre quatro a cinco minutos. Por ter essas características, muitos jovens acabaram intoxicados sem saber, pois imaginavam que estavam protegidos por máscaras improvisadas com roupas molhadas enroladas no rosto".

2ª "COINCIDÊNCIA"
Em 27 DE JANEIRO, DATA DA OCORRÊNCIA DO INCÊNDIO NA BOATE KISS, COMEMORA-SE O DIA INTERNACIONAL EM HOMENAGEM ÀS VÍTIMAS DO HOLOCAUSTO

Outra coincidência que me chamou a atenção, foi o fato de no DIA 27 DE JANEIRO se comemorar o Dia Internacional do Holocausto. A data foi escolhida pela Assembleia Geral da ONU não por acaso. Neste dia, as tropas soviéticas libertaram o campo de concentração na cidade polonesa de Oswiecim (Auschwitz), que era uma verdadeira "fábrica da morte" para os presos, na sua maioria, judeus.
Em Auschwitz foram assassinadas cerca de um milhão e meio de pessoas. Destes, 150 mil eram poloneses, 100 mil, russos, e mais de um milhão, judeus. Samuel Pizar, um ex-prisioneiro, diz que o campo era "um inferno na Terra".

O PORQUÊ DAS EXPIAÇÕES COLETIVAS

 Agora, como aplicar o ensinamento do Cristo às mortes coletivas que aconteceram na Boate Kiss, na cidade de Santa Maria, no interior do Estado do Rio Grande do Sul, em incêndio ocorrido no dia 27 de janeiro de 2013, ceifando a vida de cerca de 240 jovens pela inalação de fumaça tóxica ou por queimaduras? Enfim, como explicar todos esses e muitíssimos outros fatos dramáticos sob a ótica da Justiça Divina?
Para melhor entendermos a questão das expiações coletivas, esclarece o Espírito Clélia Duplantier, em Obras póstumas, que é preciso ver o homem sob três aspectos: o indivíduo, o membro da família e, finalmente, o cidadão. Sob cada um desses aspectos ele pode ser criminoso ou virtuoso. Em razão disso, existem as faltas do indivíduo, as da família e as da nação. Cada uma dessas faltas, qualquer que seja o aspecto, pode ser reparada pela aplicação da mesma lei.
 A reparação dos erros praticados por uma família ou por certo número de pessoas é também solidária, isto é, os mesmos espíritos que erraram juntos reúnem-se para reparar suas faltas. A lei de ação e reação, nesse caso, que age sobre o indivíduo, é a mesma que age sobre a família, a nação, as raças, enfim, o conjunto de habitantes dos mundos, os quais formam individualidades coletivas.
Tal reparação se dá porque a alma, quando retorna ao Mundo Espiritual, conscientizada da responsabilidade própria, faz o levantamento dos seus débitos passados e, por isso mesmo, roga os meios precisos a fim de resgatá-los devidamente.
Quem sabe se os Espíritos que desencarnaram na boate Kiss, por inalação de fumaça tóxica, foram aqueles que conduziram nossos irmãos judeus, poloneses e russos para morrerem nas câmaras de gás e nos fornos crematórios dos campos de concentração durante a segunda grande guerra mundial?

TRAGÉDIA DO CIRCO

Outro fato que chocou a todos e com maior número de vítimas, em relação ao ocorrido recentemente em Santa Maria, aconteceu no dia 17 de dezembro de 1961, na cidade de Niterói, RJ, em comovedora tragédia num circo. A justiça da lei, através da reencarnação, reaproximou os responsáveis em diversas posições da idade física para a dolorosa expiação, conforme relata o Espírito Humberto de Campos, pelo médium Chico Xavier, no livro Cartas e crônicas. Os que morreram no século XX no circo de Niterói foram os mesmos que, no ano 177 de nossa era, queimaram cerca de mil crianças e mulheres cristãs na arena de um circo na Gália, região da França, na época do Império Romano.

OUTRAS CAUSAS DAS MORTES COLETIVAS

Na mensagem "Desencarnações Coletivas", no livro Chico Xavier pede licença, o benfeitor espiritual Emmanuel esclarece outros motivos para as mortes que se verificam coletivamente. Diz ele:
 "Invasores ilaqueados pela própria ambição, que esmagávamos coletividades na volúpia do saque, tornamos a Terra com encargos diferentes, mas em regime de encontro marcado para a desencarnação conjunta em acidentes públicos.
Exploradores da comunidade, quando lhe exauríamos as forças em proveito pessoal, pedimos a volta ao corpo denso para facearmos unidos o ápice de epidemias arrasadoras.
Promotores de guerras manejadas para assalto e crueldade pela megalomania do ouro e do poder, em nos fortalecendo para a regeneração, pleiteamos o Plano Físico a fim de sofrermos a morte de partilha, aparentemente imerecida, em acontecimentos de sangue e lágrimas.
Corsários que ateávamos fogo a embarcações e cidades na conquista de presas fáceis, em nos observando no Além com os problemas da culpa, solicitamos o retorno à Terra para a desencarnação coletiva em dolorosos incêndios, inexplicáveis sem a reencarnação".

FAMÍLIA MORRE QUEIMADA

Vejamos agora como funciona a lei de ação e reação para redimir culpas passadas de diversos membros de uma família que, por vingança, incendiaram a casa de um vizinho pela madrugada, matando todos dentro da casa. Os espíritos que compunham a família devedora, ao reencarnarem, unidos novamente pelos laços consanguíneos, expiaram seus crimes num desastre, no qual o carro em que viajavam pegou fogo, morrendo todos queimados dentro do veículo.
Como se vê, cada membro da família reparou individualmente os crimes cometidos na encarnação anterior, dentro do resgate coletivo. De fato, a dor coletiva é o remédio que corrige as falhas mútuas. No entanto, cada um só é responsável pelas suas próprias faltas, como determina a Justiça Divina, ou seja, como indivíduos ou como membros de uma coletividade, todos nós somos responsáveis pelos nossos atos perante as leis de Deus.
Segundo Emmanuel, nós "criamos a culpa e nós mesmos engenhamos os processos destinados a extinguir-lhe as consequências. E a Sabedoria Divina se vale dos nossos esforços e tarefas de resgate e reajuste a fim de induzir-nos a estudos e progressos sempre mais amplos no que diga respeito à nossa própria segurança. É por este motivo que, de todas as calamidades terrestres, o Homem se retira com mais experiência e mais luz no cérebro e no coração, para defender-se e valorizar a vida".
Tais apontamentos foram feitos ao final do capítulo intitulado "Desencarnações Coletivas", no livro Chico Xavier pede licença, quando o benfeitor espiritual responde por que Deus permite a morte aflitiva de tantas pessoas enclausuradas e indefesas, como nos casos de incêndios.

CONCLUSÃO

É importante ressaltar que diversas circunstâncias colaboraram para a ocorrência da tragédia, pois na prática da engenharia de segurança há a seguinte equação:

CONDIÇÃO INSEGURA + ATO INSEGURO = ACIDENTE

    Substituindo os componentes da equação:
    1 – Condição insegura: o teto em cima do palco de material inflamável;
    2 – Ato inseguro: artefatos que projetaram labaredas durante o espetáculo e que atingiram o teto.

Diz Allan Kardec, em nota ao final da questão 738 - b de O Livro dos Espíritos, que "venha por um flagelo a morte, ou por uma causa comum, ninguém deixa por isso de morrer, desde que haja soado a hora da partida. A única diferença, em caso de flagelo, é que maior número parte ao mesmo tempo".
E finalmente, segundo esclareceram os Espíritos Superiores a Allan Kardec, na resposta à questão 740 de O Livro dos Espíritos, "os flagelos são provas que dão ao homem ocasião de exercitar a sua inteligência, de demonstrar sua paciência e resignação ante a vontade de Deus e que lhe oferecem ensejo de manifestar seus sentimentos de abnegação, de desinteresse e de amor ao próximo, se o não domina o egoísmo".
Eis que tudo tem a sua razão de ser, embora no primeiro momento não consigamos abranger o quadro espiritual que está por trás de todos os acontecimentos trágicos. As chamadas "coincidências", somadas ao pensamento lógico Espírita, através da Lei da Reencarnação, mostram que o passado culposo pode, sim, ter tido sua reparação agora, pois a prática do mal nunca fica impune.

                                                             Assista o vídeo:        

                 fonte:aaanjr57

sábado, 19 de agosto de 2017

Curioso:Jovem surta após assistir o filme "Anabelle 2" no Piauí(Brasil)


Uma jovem de cerca de 20 anos teve um surto após assistir ao terror “Anabelle 2” em um shopping de Teresina, no Piauí, na noite desta quinta (17). O vídeo, compartilhado nas redes sociais, mostra de longe uma pessoa caída no chão,gritando e tossindo de forma descontrolada.Ela aparece cercada de amigos,que tentam ajudá-la sem sucesso.

O caso foi confirmado pelo UOL com a assessoria de imprensa do Shopping Teresina, que afirmou que a menina foi auxiliada pela brigada de incêndio e, em seguida, encaminhada a um hospital em uma ambulância. O caso aconteceu por volta das 23h,horário que o local já preparava para fechar as portas.

“A gente não conseguiu identificar exatamente o que aconteceu nem o que ocasionou esse comportamento”, disse um funcionário do shopping. “O que sabemos é que ela estava realmente muito nervosa e nem mesmo soube explicar aos funcionário do shopping."O que sabemos é que ela estava realmente muito nervosa e nem mesmo soube explicar aos funcionários o que aconteceu.O shopping não soube informar o hospital ao qual ela foi levada nem o estado atual del agora.

Dirigido por David. Sandberg, “Annabelle 2 - A Criação do Mal” estreou no Brasil nesta quinta. O filme é a continuação do longa lançado em 2014, que traz a história de uma boneca amaldiçoada, apresentada no sucesso de bilheteria "Invocação do Mal".

                                                              Assista o vídeo: 
    
                 fonte:Gospel Prime

quarta-feira, 16 de agosto de 2017

O bizarro jardim medieval misterioso de monstros da Itália


 A cidadezinha de Bomarzo, que hospeda o parque dos monstros também conhecido como bosque sagrado,fica na Itália.

O parque é um lugar curioso e narra a lenda que nasceu a causa de uma dolorosa história de amor…

Ele foi inaugurado em 1552 e idealizado pelo arquiteto Pirro Ligorio, que também havia trabalhado na continuação da Basílica de São Pedro após a morte de Michelangelo.


Quem o encomendou foi o príncipe Pier Francesco Orsini.

O parque na verdade foi construído dentro de um bosque, dentro do qual foram instaladas figuras mitológicas e às vezes grotescas, animais e personagens mitológicos, além de monstros.


Netuno (Poseidon) e um golfinho. Na mitologia, o golfinho está ligado ao deus Apolo, que se se transformou nesse animal, para conduzir os cretenses a Delfos.

O bosque ocupa cerca de 3 hectares e o príncipe era um cultor de estudos clássicos e mitológicos.

Mas por que construir um parque assim, com figuras feias ou pelo menos curiosas, quando os ricos da épocas construíam jardins italianos, com fontes maravilhosas?


Os obeliscos também são decorados com máscaras grotescas

A história é que o parque nasceu para exorcizar a dor de um amor perdido. Giulia Farnese, sua esposa, faleceu deixando um enorme vazio na vida de Orsini. Muitos dizem que a viuvez fez com que o príncipe não conseguisse mais enxergar a beleza da existência humana, então, pensou em construir um parque cheio de figuras feias, grotescas, animalescas. Feias e sombrias como a dor e o sofrimento.

Depois que o príncipe faleceu, o parque foi abandonado e somente 400 anos depois (na metade do século passado) é que uma família tomou a frente de restaurar a propriedade e as estátuas.

Muito curiosa e interessante também é a casa pendente. Muitos pensam que a casa ficou torta porque o terreno afundou, mas não! Tratando-se de um bosque sagrado, com figuras monstruosas, a casa também não poderia ser “normal”. Se não é grotesca como as figuras, com certeza é muito curiosa.


E quando entramos nela, temos aquela sensação de vertigem. Há indicações que atestam que a entrada original do parque era aqui, nas proximidades da casa torta, à época da sua construção.

Todos querem entrar na casa, tirar fotos e sentir essa vertigem!

Depois da casa um série de figuras mitológicas. Muito interessante as estátuas que representam e/ou estão ligadas ao reino dos mortos.

Perséfone/Proserpina, aquela que foi raptada por Hades/Plutão. A mesma já foi lindamente retratada pela escultura de Gian Lorenzo Berbini, o Rapto de Proserpina, que está na Galleria Borghese.


Uma erínia/fúria e também uma equidna. Mulheres mitológicas com bustos de ninfas e membros inferiores monstruosos.



O parque que elogia a antiguidade não poderia faltar um teatro antigo e obeliscos, também decorados com máscaras grotescas.

Toda essa curiosa evocação pela “feiura” é balanceada pela natureza bem verde do bosque, o que, realmente, o torna uma espécie de bosque sagrado.

 No inverno, com menos luz, ou em algumas horas do dia com menos visitantes, o lugar devE ter uma atmosfera um tanto curiosa. Não chega a ser angustiante, mas no séc. XVI ou XVII deveria ser muito mais curioso.

                                                                Assista o vídeo:

                 fonte:UFOVNImania- A verdade está lá fora